Não cabia mais nada

ele há semanas tão monótonas, que nos arrastamos mortos de tédio à espera que os dias passem, e que o fim-de-semana venha como uma injecção de adrenalina para nos acordar prá vida... depois há outras que parece que não cabe mais nada dentro, como foi o caso desta que está a acabar.

na segunda o dia até foi normal, à noite fiz um treino com a PT que me assassinou as pernas. como não foi tortura suficiente para os meus membros inferiores, ainda me fui montar numa bicicleta estática e pedalei durante 24 minutos, ~8km. no final, fiz 40 minutos de alongamentos/yoga que se souberam bem pa caraças.

na terça levantei-me mais cedo que o habitual para levar o carro à revisão. o dia estava merdoso, e passei a manhã a maldizer a carris e as frequências dos autocarros, mais a informação das carreiras, que é romba que dói XP

ao fim da tarde, novamente a (des)esperar por um autocarro, com tempo absolutamente horroroso e mortinha por chegar a casa, um mitra que também vinha apanhar o autocarro começou a meter conversa connosco. vinha encharcado e começou a desabafar, desde os políticos, à senhora que não lhe deu 50 cêntimos para comprar uma bebida quente, e que a vida tá dura os empregadores pagam mal, e que tava frio mas tinha isolado a barraca com madeira e plásticos e até estava quentinha, e que arrumava uns carritos para pagar o vício, e qualquer coisa sobre a metadona numa esquina em chelas... nesta altura já não estava a processar informação lá muito bem, tal não foi a quantidade de coisas que aquela alma debitou em poucos minutos.. curiosamente não nos cravou dinheiro.. isto levou-me questionar o nosso aspecto, na volta estávamos com ar um bocado chunga.. se calhar até mais que o outro muhahaha

fui ao supermercado, como não tinha carro para levar, apanhei uma ganda molha. bah!

na quarta estive numa masterclass da GEN, por causa de uma hackathon que eu e dois pseudo colegas vencemos em outubro passado, e fomos convocados para apresentar o nosso projecto. odeio falar em público, foda-se. foi na câmara municipal de lisboa, na sala do arquivo. nunca tinha entrado lá dentro, a sala do arquivo é impressionante, estão lá livros com centenas de anos, alguns parcialmente carcomidos pelos bichos, outros quase a desfazerem-se. imagino o valor que não está guardado nas estantes daquela sala... gostei de ouvir o joão vasconcelos a falar sobre impacto do digital em várias industrias, muito interessante, apesar de estar bastante por dentro dos temas que ele falou.

por causa da cena de cima, não tive tempo de almoçar. entrei numa pastelaria, enfiei um pão de leite com queijo e um galão no bucho e fui a correr prá aula de japonês. a aula foi muito focada em kanjijá disse que adoro escrever kanji, não já? descobrimos que afinal não somos os mais velhos da turma, uma colega, que jurávamos a pés juntos que não tinha mais de 37 anos, afinal tem 49... caímos por lado lol

à saída da aula, apanhamos um UBER e fomos buscar o carro ao entreposto, a estalada foi muito inferior àquilo que estávamos à espera, yay. dali fomos a alvalade jantar ao indiano, que ninguém tava de apetites a cozinhar.


na quinta tivemos um astronauta no escritório dar uma talk sobre como é ser astronauta, e sobre a experiência dele nos 200 dias que viveu na ISS. muito, muito fixe!

quando cheguei ao ginásio, não reparei que tinham invertido os balneários, e dei por mim num balneário cheio de gajos lol. no treino anterior a PT triturou-me as pernas, neste triturou-me os braços FFFUUUUUU. no fim do treino, desço ao balneário para ir buscar o telemóvel e os phones. se não tivesse ido ao balneário naquele preciso momento, tinham-me arrombado o cacifo à má fila. cheguei lá e estava uma sócia acompanhada por uma funcionária do ginásio, com um alicate gigante na mão, a preparar-se para cortar o meu cadeado, porque a outra cismou que aquele cadeado era o dela. e não queria acreditar em mim, até que eu enfiei a chave no cadeado e meti fim à questão. saquei as minhas cenas enquanto a outra andava lá dum lado pro outro, à procura do cacifo dela. acontece que era aquele que estava à direita do meu, e cujo cadeado era *completamente* diferente do meu... no fim não foi preciso arrombar cadeado nenhum 😑

na sexta levantei-me novamente mais cedo que o habitual, que tinha que ir à oficina mudar os pneus do cascas. de caminho deixei o homem na piscina, começou a fazer hidroterapia. tive uma experiência bastante interessante na oficina dos pneus, que vou deixar para outro post.

à noite fomos mais uns colegas, jantar num tasco de tapas no barro alto. caro, mas muito fixe. não ganhei nada no eurobilhas, it's true what they say, sexta-feira 13 é mesmo um dia de azar...

hoje vim para os algarves. o dia estava muita porreiro. como não me apeteceu a perder tempo a lavar a roupa suja antes da viagem, trouxe-a num sacalhão para para baixo e à noite fui à lavandaria self-service que me fartei de recomendar, sem nunca ter usado lol fomos jantar indiano outra vez. a minha irmã foi connosco e levou o rebento mais novo, que só sossegou à mesa a ver vídeos de acordeonistas no youtube (o puto tem dois anos e já é super fã da profissão do pai). já vi crianças a ver muita coisa no youtube, bailaricos foi a primeira vez he he he

e a minha mãe acabou de se tornar numa android user. vamos ver como corre a experiência :D

15 de Abril de 2018, às 02:38link do post comentar