Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Ciao 2021

Dezembro 31, 2021

* yawn *

2021 foi mais do mesmo, parece que se limitou a seguir o legado de 2020. e acabou exactamente com a mesma sensação do ano passado. mas vá, foi um bocadinho menos parvo.

o ano começou com bom tempo e eu decidi introduzir uma rotina nova — acordar cedo, e ir dar uma voltinha pelo quintal, para aproveitar qualquer coisa do dia. só que durou apenas duas semanas, depois a chuva lembrou-se de aparecer, e eu já não tinha grande vontade de sair da cama cedo.

basicamente, passei o ano todo com o cú enfiado em casa. mas ao mesmo tempo, passei o ano todo a arranjar desculpas para mexer o cú e sair de casa. 

comecei por ir repescar um desejo muito, muito antigo, que era arranjar um par de patins em linha. adorava andar de patins em linha quando era miúda, e sempre quis voltar a andar. mas não tardei a aperceber-me de várias coisas:

— andar de patins não é como andar de bicicleta, que diz que nunca se esquece.. foi como se nunca tivesse andado antes;
— a energia e genica que se tem aos 40 é assim um bocadinho mais limitada que aos 15;
— as quedas sentem-se durante mais tempo no corpo;

talvez andar de bicicleta fosse uma actividade sobre rodas mais adequada, e menos perigosa, para a minha condição de quarentona sedentária. 

mas foi a prancha de stand up paddle acabou por ser o equipamento desportivo que nos fez queimar mais calorias, e proporcionou bastante diversão. pena que só durou enquanto o tempo esteve quente.

em outubro decidimos voltar a fazer o trilho dos pescadores. começamos pela etapa mais difícil (IMHO), e eu tinha a certeza que iria ter que chamar uma equipa de socorro para resgatar o meu fat-ass a meio do caminho... mas contra todas as expectativas, fiz aquilo na maior, e nem tava muito moída no dia seguinte. mas de pouco valeu.. chuva trocou-nos as voltas, e ao segundo dia só fizemos 1/3 do que era suposto.

mesmo assim, meti 3kg no lombo este ano... mas nem me vou dar ao trabalho de arranjar desculpas, que o vídeo dos segundos demonstra sem margem para duvidas, de onde veio o peso extra 😑 vou-me ver grega para derreter isto e voltar pró meio dos 50...

em março arranquei o meu primeiro dente do siso, e não quis ficar por aí. decidi que tinha chegado a hora de fazer um revamp completo ao serrote. ver o que dava para fazer com dentes da frente (que nunca gostei deles, e tava com medo ao prazo de validade da ponte), meter implantes nos espaços livres, e endireitar os dentes debaixo que estão a ficar todos encavalitados (zoom face anyone?). mas na clínica onde costumava ir, achei-os demasiado conservadores naquilo que se propunham fazer.. para além de me parecerem com medo de mexer na ponte. é que nem arrisquei. fiz o trabalho e casa e cheguei à conclusão, que se queria a coisa bem feita, tinha que ir bater a outras portas. 

e fui. e o plano que me traçaram na consulta de avaliação era exactamente aquilo e eu queria, e mais qualquer coisa. na primeira consulta de tratamento, a ponte foi logo co’caralho e ganhei um sorriso novo muhahahah nos meses seguintes seguiram-se horas e horas intermináveis deitada na cadeira, de boca aberta, muitas vezes durante 3 ou 4 horas seguidas. acho que me deixei dormir algumas vezes. 

a primeira parte está concluída. não sei quantos dentes re-desvitalizados (nem sabia que tal coisa era possível), uma porrada de coroas (algumas temporárias), espigões metálicos e chumbos todos cos porcos. segue-se a instalação do aparelho, e por fim, provavelmente a parte mais dolorosa, but we'll cross that bridge when we get there. não vamos falar em quanto esta "brincadeira" me está (e ainda vai) a cu$tar, mas só de pensar que agora já consigo passar o fio dentário entre os dentes da frente até fico emocionada.

porque mal saímos de casa este ano, as nossas atenções tiveram muito focadas dentro das 4 paredes. que é como quem diz, andamos o ano todo com melhorias e pequenos arranjos, uns mais agradáveis que os outros, tipo desentupir o esgoto à colherada.. i shit you not!

no quarto metemos finalmente cortinados e a cabeceira da cama, e o quarto ficou muitíssimo mais confortável (é psicológico, eu sei). mas há planos para mais mudanças.
no closet, metemos finalmente um espelho de parede alto, e já não preciso de chamar o elevador para ver se estou em condições de sair de casa em determinadas figuras. também aproveitamos um canto mega desaproveitado, e fizemos um móvel à medida. só falta meter (e pintar) a porta.

tentei coleccionar suculentas. várias vezes ao longo do ano. mas tive que desistir porque me morriam todas em menos de nada. ou não acerto com a água... ou é o clima da casa que é pouco húmido... ou então são as janelas que filtram demasiado a luz solar... até os cactos custam a aguentar. é uma tristeza!

mais coisas,

tou 100% fã de teletrabalho. teletrabalhei a partir de diversas localizações. é definitivamente fixe, espero que seja para continuar por muitos e longos anos. pró ano espero teletrabalhar mais ainda de outros sítios, é só uma questão de deixar de ser tão preguiçosa em marcar cenas. 

por falar em trabalho, este foi sem dúvida alguma o ano mais desafiante da minha carreira, mas ao mesmo tempo, o mais gratificante. e é para continuar a subir a parada.

fui. ao. cinema! 😃 já não ia ao cinema há mais de um ano, que miséria.

a web summit voltou a realizar-se “fisicamente”, e proporcionou uma sensação de regresso à normalidade. não sei se eram as saudades, que já não calçava lá havia dois anos, ou se foi porque meti férias para ir descansadinha da minha vida e aproveitei aquilo realmente bem, mas de todas, esta foi a que mais gostei.

...e consegui andar no meio de 40 mil pessoas durante 3 dias e não apanhar covid. aliás, a pandemia já leva quase dois anos, e eu ainda estou para apanhar o bicho.

aprendi a jogar minesweeper lol

não aconteceu nada ao carro este ano 😱 incrível!! quer dizer... fora eu ter-lhe rebentado com a bateria uma noite destas loll entretanto comprei uma lanterna de cabeça, para não voltar a limpar o carro com as luzes interiores acesas. 

e numa nota menos positiva, a família levou uma razia valente este ano. muitos anos sem ocorrências, agora a serem pagos com juros...

2022 adivinha-se fixe, resta saber se vai correr bem, ou se o universo vai continuar armado em parvo.

bom, já chega de conversa. aqui fica o resumo,

1 down, 51 to go!

Janeiro 09, 2021

a primeira semana de 2021 entrou a matar, e espeta-nos nas trombas uma das lições de vida mais valiosas — que as nossas ações têm consequências.

o capitólio foi tomado à força por uma multidão atiçada pelo messias das teorias da conspiração. o que mais me chocou naquele triste espetáculo, foi a.. ingenuidade daquelas pessoas. estavam convencidas que estavam no seu direito de invadir nada menos que a sede do governo do próprio pais, para “começar a revolução”... 😶
vandalizaram, saquearam, cagaram (literalmente) as intalações, enquanto partilhavam selfies e faziam livestreams para as redes sociais (a largar trilhos de dados que as identificavam), como se aquilo fosse a coisa mais natural do mundo. depois estavam muito indignadas com a resposta das autoridades. mas o que é a malta acha que acontece numa revolução?

friendly reminder que existem pessoas entre nós, que não têm problema absolutamente nenhum em explorar as nossas crenças e fragilidades para benefício próprio, e estão-se completamente a cagar para o que nos acontece — danos colaterais, é isto que somos para essas pessoas. e no fim ainda gozam com a nossa cara. foi isto que sucedeu a muitas daquelas pessoas. foram para lá iludidas com as narrativas com que se identificavam, e muito provavelmente ficaram com as vidas arruinadas.

in other news, os números da peste estão fora de controlo porque as pessoas não se conseguem comprometer com uma coisa tão simples como… ficarem quietas em casa. foi-nos pedido que tivéssemos cuidados redobrados durante o natal e ano novo, e o que é que a malta fez? andou tudo ao molho, com fé em deus.

como é que a nossa espécie conseguiu chegar aos dias de hoje, é um feito que me surpreende cada vez mais…

meme

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: [email protected]

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D