E esta, hem?

uma destas noites tive que picar uma cebola para um refogado e lembrei-me de uma dica que aprendi nos comentários deste post: meter um palito na boca.
não custa nada experimentar, né?

e não é que não fiquei sequer com os olhos a arder.. what kind of sorcery is this??

para confirmar se não estaria perante um espécimen rombo, chamei o homem à recepção e pedi-lhe para enfiar a cara no recipiente onde estava a cebola picada de fresco, a emanar furiosamente gases lacrimogéneos. for science!

segundos depois, o homem estava com os olhos vermelhos e prestes a derramar água, e eu continuava enxuta, de palito ao canto na boca. brutal..

aguardo com bastante expectativa pela minha próxima panela de molho de tomate, para desafiar este truque com meio-quilo de cebolas malinas. a ver se deixa de ser preciso construir uma arca para nos salvar do dilúvio de lágrimas. isso e as histórias tristes para justificar a choradeira :D

UPDATE [18 maio 15]: 1kg (989gr para ser mais exacta) de cebolas foram descascadas, esquartejadas e transformadas quase em puré pela minha pessoa, enquanto segurava um palito nas beiças. tenho a dizer que senti os gases a fazerem-me cócegas no nariz, e que a dada altura as minhas vistas sentiram uma ligeira humidade, mas nada de saltos, choros ou qualquer vontade de espetar com um garfo nos olhos para atenuar a coçeira :D APROVADO!!

12 de Maio de 2015, às 21:57link do post comentar ver comentários (2)(1)

Cenas

esta noite meti-me a fazer uma tachada de molho de tomate para congelar. depois de descascar e esquartejar quase meio-quilo de cebolas jorravam-me torrentes de lágrimas cara abaixo e ardiam-me os olhos de tal forma que até saltava.. putas das cebolas, malinas que só visto!

nunca me lembro dos truques para evitar a choradeira indesejada mas vem-me sempre à memória uma anedota que me contaram há muitos anos e que ajuda a desdramatizar o momento:

"era uma vez um fulano muito avarento. um dia ia a entrar na cozinha e repara na mulher que chorava copiosamente enquanto descascava cebolas, aproxima-se dela e diz-lhe: 

- espera aí.. deixa-me contar-te uma coisa triste para não desperdiçares essas lágrimas!"

chamo sempre o homem para me contar uma história triste mas ele nunca se lembra de nada que justifique a choradeira lol

16 de Setembro de 2014, às 01:01link do post comentar ver comentários (5)

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

Bloglovin  follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.