Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

30 anos e já me sinto um dinossauro!

Fevereiro 07, 2010

ora vamos lá fazer um bocadinho de flashback, pa exercitar a memória!

quando era pitazinha, digamos, entre os 7 e os 11, não havia cá internet nem computadores. tínhamos 2 canais na tv e já íamos com sorte. tv por cabo? o que é isso? (aqui na província, o cabo chegou prai no ano passado :P), havia clubes de video, rádio, k7's e vinyl... e havia livros, muitos livros!

livros foi coisa que nunca faltou na minha casa. a minha "panca" por livros vem desses tempos, claro a que minha "biblioteca" pessoal, comparada com a dos meus pais, encolhe-se a um canto com um saco de papel pardo enfiado na cabeça a ver se ninguém dá por ela :P

anyhoo..quando era pitazeca, sabem qual era o meu livro favorito?
tinha a colecção histórias do avôzinho, but they were no match for...

...o grande atlas mundial!




oh yeah, esse fabuloso e gigantesco livro verde escuro, que aposto que todos os cotas têm ou tiveram um em casa!

é o meu livro favorito de todos os tempos. lembrei-me dele há uns dias e rezei pa que os meus pais ainda o tivessem guardado. ontem quando cá cheguei, a primeira coisa que fiz foi procura-lo, and it still lives!

tá velhinho, gasto, amarelecido, folhas soltas, mas ainda respira. está é tão desactualizado que até doi.. mas em tempos foi um grande livro, e teve um papel importante na minha vida. passei horas  e horas agarrada àquelas paginas enormes, a analizar para os mapas, os planetas, a ler sobre a evolução da vida na terra, a ler os factos mundiais, etc etc. ensinou-me muito mais aquele livro que muitas aulas!

mas não gostava só do atlas. existiam outros que também foram muito importantes, tipo, as maravilhas do mundo 1 e 2, o mundo, e o fututo, que faziam parte de uma espécie de colecção chamada "o homem no seu mundo". todos os volumes são muito bons, mas esses quatro eram os meus favoritos. muito me inspiravam esses livros.. viajava tanto naquelas fotos..



e já que estamos nisto, também gostava de livros sobre a natureza e amimais, claro :)



havia muitos mais, mas estes eram os meus favoritos. também há um só com bicheza marinha que também é muito fixe!

e poupei os meus pais a alguns constrangimentos com esta colecção!



foram muito espertos! sempre que chegava a determinada idade, aparecia outro volume assim como por magia muahahah assim escusava de andar com perguntas embaraçosas, já sabia a história toda, tava tudo ali, muito bem explicadinho he he he
(na foto falta o ultimo volume, o dos adultos. alguém o deve ter subtraído : /)

também nutria uma particular admiração pelos dois volumes do faça  você mesmo, se bem que naquela altura não tinha estofo para bricolagem, mas gostava de ver.



e mais tarde comecei a ler os livros de ficção cientifica, conspirações extraterrestres e civilizações perdidas. nada mau!

entretanto os anos passaram, os livros foram ficando desactualizados (é o problema do papel, não se actualiza sozinho), e os computadores chegaram..

já em em adolescentezinha era uma cinéfila em ascensão, e quando li numa revista qualquer que ia sair um cd chamado cinemania 95, que era nada mais nada menos que uma base de dados gigantesca de todos (ou quase) os filmes realizados até à altura, fiquei m-a-l-u-q-u-i-n-h-a das ideias!
nessa altura, intermet ainda era uma palavra que não existia no meu dicionário, e só alguns anos mais tarde iria conhecer o grande IMDB.

o problema foi conseguir que me oferecessem aquilo...em 94 ou 95 os programas custavam o coiro e o cabelo, ainda que aquele em particular não fosse bem um programa mas sim uma enciclopédia virtual, era caríssimo como o raio e levei meses (MESES) a chorar por aquilo (como quem chora por uma ps3 hoje em dia), até que um amigo da família mo ofereceu pelos anos..tipo...best present ever....brutal!!

bom, nos meses (e anos) seguintes tratei de devorar aquilo. se tivesse uma memória decente, hoje tinha uma cultura sobre cinema à maneira :P

...e eis que em 97, já tinha eu quase 18 anos, veio finalmente a internet.. e o meu mundo nunca mais foi o mesmo!

e pronto, só queria chegar à conclusão que esta maltinha hoje em dia nasce com o cú virado pa lua e não sabe dar valor ao que têm...haviam de ter nascido em 79 para verem o que era bom :P

...e assim começou 2008!

Janeiro 02, 2008

perguntava-me o marido qual tinha sido a minha melhor passagem de ano..

hesitei, não sabia... acho que nunca tinha pensado nisso antes...
fiz uns flashbacks, a minha memória não é lá muito boa, mas consigo recordar-me de algumas coisas.

quando era pitazinha lembro-me que as passagens de ano costumavam ser comemoradas na sociedade recreativa local (em bensafrim). aquilo era uma festa bacana, com bailarico e tudo. a malta juntava-se, reservava-se as mesas, e toca de fazer comida e carregar tudo de casa para lá (tudo mesmo, comida, bebida, pratos, talheres, tudo menos as mesas e cadeiras lol). lembro-me de andar de um lado para o outro a derrapar na serradura que costumavam meter no chão, para que não ficasse manchado (acho eu que era essa a razão da serradura...), e andar a correr por entre as pessoas que dançavam ou esconder-me debaixo das mesas..recorda-me de duas ou três passagens de ano assim. depois houve outra passada no carro, a caminho da praia da luz, e depois seguiram-se aqueles tempos (*/me morde a língua*) em sagres, onde as passagens de ano passaram também a significar trabalho, muito!
geralmente era casa cheia, o pessoal gostava de passar o fim de ano lá. ouve algumas divertidas, mas era muito cansativo, tendo em conta que depois daquela gente toda bazar, tínhamos que meter aquilo tudo em ordem para abrir a porta no dia seguinte. houve um ano lixado, mas que até acabou por funcionar, acabou-se a luz à meia noite e meia, e só voltou às três ou quatro da manhã..um dos camones que estava lá sacou de um acordeon e fez a festa enquanto se tentava ligar um gerador.
se bem me recordo, a passagem de ano de 99-00 foi a última que trabalhamos, mas no dia 1 abríamos sempre a porta.

depois sagres acabou e nós mudamo-nos para a nossa casinha e começamos a comemorar por cá. as três primeiras foram parecidas: jantarada, com ou sem amigos, e depois ir ver o fogo de artificio ao parque da paz e tava a coisa feita.

mas este ano eu queria algo diferente. não queria ficar em casa, queria sair e ter barulho, confusão e festa. pensamos em hotéis mas os preços eram escandalosos, pensamos em restaurantes, mas não era bem aquilo que eu queria...e depois surgiu a ideia do casino...

...e reservamos jantar para dois no casino de lisboa, no restaurante atrio, que era aquele que tinha a ementa mais maneirinha.

a reserva estava feita para as nove e chegamos lá mesmo a horas (coisa rara nunca antes vista). a ambiente já estava a aquecer. banda de covers a cantar grandes temas dos 80's (adoro 80's), espectáculo burlesco (nunca tinha visto ao vivo e a cores he he), fanfarra, trapezitas, sei lá que mais!
o restaurante era espectacular, sofisticado, o serviço impecável, a comida deliciosa e a bebida à descrição. não conseguíamos parar de nos elogiar pela nossa escolha he he he

decoração goodies burlesque
 
entrada prato de peixe prato de carne desert

(mais fotos aqui)

depois do jantar fomos ver o resto do casino, e aproveitar para experimentar as slot machines, com os vouchers que nos tinham oferecido pelo jantar. ganhamos 15 eur lol

depois de termos recolhido o prémio, começamos a pensar em ir lá para fora para ir assistir ao fogo de artificio, que ia ser lançado perto da torre vasco da gama. custamos a sair de lá, tal não era o maranhal de gente amontoado naquela zona..

os meus saltos tavam-me literalmente a assassinar os pés, e com muito esforço que consegui arrastar-me até à margem em frente ao pavilhão de portugal, não foi o local certo, pois não conseguíamos ver o fogo decentemente, mas eu já não me dava mexido mais. acabei por descalçar os cabrões dos sapatos e passei o ano descalça lol o chão tava gelado, mas que se lixe!
o mais giro de tudo é que se via fogo de artificio por toda a margem sul, nem saiba bem para onde olhar he he

entrar novamente para dentro do casino é que foi lixado, estavam centenas de pessoas a querer entrar todas ao mesmo tempo. lá conseguimos, esmagados e arrastados pela multidão e ainda andamos por lá mais um bocado. a música tava fixe, parecia uma disco, a festa estava ao rubro. isto na zona dos espectáculos, porque na zona da jogatina, o ambiente era como o pedro me tinha descrito: deprimente.. muita gente sozinha, inanimada, a queimar cigarro atrás de cigarro, colada às slot machines, a ver se ganhava alguma coisa, completamente indiferentes à festa que se estava a acontecer mesmo ali ao lado...enfim...

às tantas, o fumo, as dores nós pés e o cansaço (o marido foi para lá com 3 horas de sono em cima) falaram mais alto e às duas da manhã já estávamos em casa..não somos moços de farra anyway. mas gostei bastante, foi uma boa maneira de acabar um bom ano. nunca tinha entrado no casino e este deixou-me impressionada. não era nenhum montecito, mas arriscaria a dizer que gosto mais deste lol

e sou gaja de voltar lá em dia de festa (mas sem saltos)!

....e então, eis que cheguei a uma conclusão conclusão sobre a pergunta do marido: esta foi das melhores passagens de ano que já tive! :D

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: [email protected]

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D