Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Pelas terras do Guadiana

Setembro 16, 2015

o parque natural do vale do guadiana é uma espécie de underdog dos parques portugueses, não se ouve falar muito dele. fica ali nos confins do baixo alentejo, paredes meias com o algarve e resvés com espanha. um bocado afastado da “civilização” e sem nenhuma auto-estrada que nos deixe às suas portas. é pouco habitado, e não existem grandes cidades nas redondezas, tem apenas uma vila e pequenos povoados salpicados pelo parque.. e é tremendamente bonito!

a paisagem é diversificada, a ponto de não se perceber bem se ainda estamos nas planícies alentejanas ou se já estamos com um pé na agreste serra algarvia. tem bosques e tem mato rasteiro, e apesar de ter muitos cursos de água, tem um aspecto muito árido.. e as vistas são de fazer parar a respiração.

já andamos por lá duas vezes. numa exploramos a zona da mina de s. domingos e pomarão, onde percorremos os túneis ferroviários desactivados. noutra corremos aquilo tudo numa doideira atrás de balões meteorológicos. o cascas está bastante familiarizado com as estradas de terra batida e as ribeiras secas do parque lol

só tenho um reparo a fazer a mim própria: nunca vou lá com tempo suficiente para ver tudo o que quero, aquilo é maior do que parece! já fiz saber ao homem que num futuro não muito distante quero lá voltar e bater as capelinhas todas novamente, mas com mais tempo para respirar e inspirar aquelas paisagens. além disso, todas as visitas têm acontecido sempre pela mesma altura, setembro/outubro, e apesar de vibrar com as cores douradas daqueles montes e planícies, tenho curiosidade para saber como será noutras alturas do ano.

road to somewhere

mas das várias coisas que nos tinham deixado saudades, talvez um pequeno tasco em corvos era a que mais sobressaía. fomos lá parar por obra e graça do destino. queríamos cozido de grão, e disseram-nos que lá era o melhor sitio para ir. só que o cozido de grão não parecia ser o que mais clientes atraía ao tasco, mas sim.. pizza!

nessa noite deixamos uma promessa escrita na pedra: 
“havemos de cá voltar para comer uma pizza”

e a minha surpresa ao chegar lá, 5 anos e um desvio de 60km depois, e ver o pequeno restaurante a rebentar pelas costuras, que por pouco temi que não conseguíssemos jantar. pelos vistos a internet aconteceu e a paragem está no topo das recomendações do tripadvisor para a região de mértola. not bad!

e íamos com intenções de fazer cumprir a promessa e comer pizza, a sério que íamos. mas assim que lá cheguei, fiz uma confidencia ao homem: "migo, não sei se vou conseguir resistir ao cozido de grão..." 

e não resisti... foi mais forte que eu lol e ele que ele também, que se fez às migas com secretos :D' a pizza ficou novamente adiada lol

cozido de grão

nessa noite aprendi uma valiosa lição: tu simplesmente não comes uma pratada de cozido de grão e depois vais arrochar para um hotel...

HA HA HA não vais, não senhora! 

...e foi assim que finalmente conhecemos mértola (a tal paragem "técnica" que falei no post dos figos), depois de tantas vezes a atravessá-la de raspão. primeiro à noite e depois outra vez à noite, e finalmente, de dia :)

Untitledmertola mertola
Untitled
Untitled Untitled Untitled UntitledUntitledguadiana

é um sitio lindíssimo, muito acolhedor, come-se bem. e para quem se interessa, está recheado de história.

e já que andávamos lá por perto, aproveitamos para conhecer também alcoutim, ali mesmo juntinho à margem guadiana.

alcoutim guadianaguadiana

álbum completo da coisa aqui

Assapar no alentejo!

Outubro 25, 2010

por ocasião do 15º aniversário do sapito, os bosses decidiram pregar com a malta toda nos confins do alentejo durante 3 dias.
não era propriamente dito novidade para mim e para mais uns quantos, mas não deixou de ser brutal voltar a repetir a experiência.. e desta vez, com o marido presente!!!

 

na sexta o dia esteve reservado para discursos, apresentações, concursos de ideias, quiz, etc etc. apesar de ter sido cansativo e ter terminado por volta da uma da manhã, teve momentos bastante divertidos.

 

mas o ponto alto do evento era no sábado, dia de largada dos balões de alta altitude. 3 balões para 13 equipas, que é como quem diz: 50 e tal mecos à solta pelo alentejo a correr desenfreadamente atrás de 3 balões!

 

quem não alinhou nos balões também teve diversão. entre salto negativo (que não tenho coragem de experimentar), o touro mecânico (que tive pena de não experimentar), a workshop de culinária "explosiva" ou simplesmente descansar, porque aquele hotel é perfeito para o dolce far niente :)

 

assistimos à largada dos balões e depois fizemo-nos à estrada, atrás do "nosso". o dia estava fantástico!

 

o cascas era só tecnologia: ele eram máquinas fotográficas, máquinas de filmar, uma webcam a fazer streaming para a internet, o mac do marido a controlar os balões em tempo real pelo site, uma porrada de iphones a receber coordenadas de gps, um ipad a indicar o caminho a seguir... e um inversor ligado ao isqueiro do carro para alimentar aquela parafernália toda de gadgets. que bruteza!

tudo para encontrar a caixinha que estava agarrada ao balão e registar a caçada.

eu tava em grande! três co-pilotos a decidirem quais os caminhos a seguir e darem-me indicações ao minuto hi hi hi verdadeiro trabalho de equipa!

 

entre as previsões do local da queda e os dados que estávamos a receber, fomo-nos posicionando mais ou menos na zona certa. a ideia era tentar filmar ou fotografar a caixinha a cair.

só que às tantas desconfiamos que as coordenadas que nos estavam a chegar via sms não estavam correctas, pois o mapa que mostrava a localização em tempo real dos balões colocava-os uns bons kms acima de onde estávamos..

nessa altura e depois do marido ter telefonado para a equipa que recebia directamente por rádio os dados daquela caixa, decidimos seguir o mapa em vez do gps.

 

siga!

30km sempre a abrir, parque a cima!

por aquela altura já a caixa tinha caído e provavelmente não seríamos os primeiros a chegar, já que andavam outras equipas mais perto do local que nós... mas não, depois de uns valentes km's em terra batida, lá estava ela, mesmo à beira da "estrada".. que sorte do caraças loll

 

entretanto ficámos à espera das outras equipas, que devido a problemas mecânicos (ele há com cada história mais rebuscada loll) acabaram por ficar para trás. após cerca de 40mn pegámos na caixa e no que restava do balão e fomos em direcção a outro que estava difícil de encontrar, e que envolveu andar mais de 30km em estradas de terra batida só porque decidimos ir a direito.. e com um pivete a latex que não se podia lol...pobre, pobre cascas, o que aquele carro sofreu naquele dia..

 

ao todo foram cerca de 270km, grande parte passados às voltas pelo belíssimo parque natural do guadiana. muita terra batida, muitos arranhões na pintura do carro, muita diversão. um sábado bem à maneira!

 

à noite houve festa da grossa, mas eu tava mais para cá do que para lá e encostei às boxes pouco depois da uma da manhã..uma pena, porque a malta divertiu-se à grande!

quarteto fantástico

 

no domingo foi tomar o pequeno-almoço e arrumar as coisas. com muita pena minha porque a-d-o-r-o aquele hotel e sempre que lá vou é a correr, nunca tenho tempo de desfrutar aquilo como deve de ser..

 

não regressamos logo para almada. demos um "saltinho" a lagos para comemorar o aniversário da leo, que fez 4 anitos.. tá crescida a pita :D

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: [email protected]

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D