In luv with mah Kindle II

o derradeiro teste com o kindelucho aconteceu agora nas férias. portou-se muito bem, tou definitivamente rendida ao formato \m/

 

here's why:

 

- ler na tenda é uma tarefa complicada. tou sempre às voltas, à procura de posição confortável, porque segurar um livro, forçá-lo a manter-se aberto e desfolhá-lo estando deitada e com pouco apoio na cabeça e pescoço é bastante incómodo. e quando mais volumoso, pior.. não imaginam o que sofri com este moço :P

portanto.. muito, muuuuuuito mais prático de segurar que um livro, fosga-se.. milhas! 

 

- é perfeito para ler às escuras. o nível de iluminação nunca passou da metade, mais brilho que aquilo, ofusca. mais a mais, poupa-se nas pilhas da lanterna e não se incomoda a pessoa ao lado :D

 

- numa semana, não dei pela bateria descer (3 - 4 horas de utilização diária em flight mode o.O)

 

- algo que não me tinha ocorrido: uma das características que apreciava nos livros era ver as páginas a sumirem-se, ainda que isso me causasse uma certa ansiedade tipo "quanto é que falta para terminar" e que por vezes me fazia ler compulsivamente. no kindle isso não acontece, vejo a percentagem no rodapé mas não "mexe" comigo, leio de forma mais calma :)

 

tem é que ser limpo porque está cheio de dedadas gordurosas he he he

24 de Agosto de 2013, às 19:14link do post comentar ver comentários (1)

In luv with mah Kindle

olráite, olráite.. já estamos bem entrados no século XXI, estas coisas não deviam surpreender tanto, stillAMAZED I AM, if I do say so myself

 

a verdade é que não esperava uma experiência assim tão completa. namorei-o mas não liguei muito às suas funcionalidades, então tem sido surpresa atrás de surpresa :)

 

here's why:

 

- como foi comprado com a minha conta da amazon, já vinha registado e personalizado com os meus dados, bastou apenas confirmar que queria usar aquela conta, meter a password e *puf* estava pronto a ser usado. pode não parecer, mas faz toda a diferença;

 

- (já falei nisto mas) existem extensões para browsers que convertem e enviam automaticamente qualquer página ou excerto de texto para o kindle. se o wifi não estiver disponível no momento, recebe os ficheiros mal se apanhe na rede; 

 

- a amazon tem um serviço que converte ficheiros em pdf para o formato proprietário deles, basta enviar o(s) ficheiro(s) por email com "convert" no assunto, e esperar tranquilamente que o livro apareça no leitor;

 

- consegue abrir os pdfs mas não deixa alterar o tamanho do texto, no entanto faz pinch to zoom, como nos smartphones;

 

- tem um browser básico mas que desenrasca umas cenas (tipo, fazer login na página da ptwifi hehe); tem um modo de leitura que descarta as imagens das paginas e mostra o texto como se fosse um ebook. também dá para marcar favoritos e guarda histórico; 

 

- já trazia uma colecção valente de dicionários de várias línguas, incluindo o priberam (que uso no dia-a-dia);

 

- se no meio da leitura encontrarmos uma palavra cujo significado desconhecemos, basta fazer long press em cima dela, que ele mostra a definição no dicionário. como se isso não fosse fixe o suficiente, o gajo reconhece a língua do documento que estamos a ler e mostra o dicionário respectivo - wow, just... WOW;

 

- melhor ainda, podemos traduzir essa palavra, ou um pedaço de texto para outra língua qualquer \m/

 

- se tiver o wifi ligado, posso pesquisar directamente na wikipedia - oh boy, oh boy! (wikipedia junkie in da house :D)

 

- sabe sempre em que página deixamos o ebook ou documento e volta sempre lá sem ser preciso marcar nada;

 

a sério que tou mesmo satisfeita com isto, e ainda não comecei a explorar a loja e a comprar livros com ele he he he

3 de Agosto de 2013, às 00:35link do post comentar ver comentários (6)

O fim de uma era

gosto bastante de livros e sempre quis ter a minha própria bibiloteca. mas quando comecei a ver as prateleiras da expedit a ficarem ocupadas por um arraial de lombadas de cores e dimensões diferentes, comecei a ficar com comichões.. não era esta a reacção que estava à espera : /

 

dei por mim absorvida em planos peregrinos sobre como despachar aquilo tudo e libertar espaço.. e já agora porque não aproveitar para libertar também a expedit e arranjar um leitor electrónico…

 

oi? eu, que tenho sido sempre defensora do papel, por adorar a experiência sensorial que proporciona - sentir o toque e o volume dos livros nas mãos, desfolhá-los, ouvi-los, cheirá-los.. e que sempre fui resistente à moda dos e-readers, estava *mesmo* a considerar comprar um?!?!
mas quem és tu e o que é que fizeste comigo??

 

a verdade é que a ideia amadureceu rapidamente (em parte por culpa de nuestros hermanos e os seus hábitos de leitura no metro) e comecei a namorar os kindles, mais especificamente, o paperwhite, que tinha sido lançado havia pouco tempo.

 

..só que entretanto descobri que comprar um kindle em portugal é um cócó, porque vêm das americas e o que pagamos em taxas dá para comprar uns quantos ebooks.. meh!

 

a alternativa passava por chatear alguém conhecido que estivesse estabelecido no UK (e não são poucos hoje em dia), que recebesse a encomenda por mim e depois a trouxesse consigo numa visita à pátria. easy peasy!

 

depois de meses a perder oportunidades, eis que finalmente a coisa sucedeu e não poderia ter sido mais simples e rápida: encomendei-o na terça-feira à hora do almoço e no dia seguinte às 10 da manhã já tinha sido entregue!
estas coisas deixam-me chocada, menos de 1 dia para entregar *gratuitamente* uma encomenda.. às vezes gostava de viver num pais desenvolvido.. oh wait!

 

não fosse a minha contrabandista de serviço ter desembarcado no porto, podia ter-lhe deitado as unhas logo na sexta à noite, mas quem espera meses, espera mais um fim-de-semana.. e domingo chegou rápido!

 

 

fofinho :D

 

depois de umas horas agarrada ao bixo tou surpreendida.. ler naquilo é muito mais agradável do que esperava. é leve, confortável, pega-se-lhe muito bem, e o contraste do texto e as opções de iluminação são excelentes.. atrevo-me quase a dizer que lê-se melhor naquilo que em papel o.O

 

só tenho pena que os pdf's não se adaptem bem ao leitor, ficam com a letra muito miudinha. tenho vários ebooks neste formato e dava-me um certo jeito usar o kindle para despachá-los.. tenho que explorar o sub-mundo dos conversores de formatos *..

 

..MAS!

 

descobri um pormenor incrível que torna este gadget über útil (pelo menos para mim), fiquei chocada quando me apercebi do potencial da coisa lol

 

existem umas extensõeszinhas, tanto para chrome como para firefox, que nos permitem enviar automagicamente uma página ou excerto de texto directamente para a barriga do nosso kindle. escolhi a oficial da amazon por ser a mais prática e nem imaginam o jeitaço que isto dá!!

 

é que todos os dias tropeço em vários artigos que gostava de ler, mas que por falta de tempo vão ficando acumulados em tabs ou nos favoritos do browser, à espera de vez deles.. well, NOT ANYMORE

agora é exportá-los no momento e consumi-los naquelas horas que desperdiçamos todos os dias, tipo deslocações nos transportes públicos, ou à espera que nos atendam num serviço/consultório qualquer, ou mesmo na cagadeira.

 

genial. tou tão fã disto!!

 

btw, aguém interessado numa expedit com 5 gavetas a preço de saldo? :D

 

* Adenda: segui a dica da cláudia, mandar os pdf's para o kindle por mail com "convert" no assunto e a coisa funciona às mil maravilhas. pelo caminho experimentei duas aplicações e um conversor online manhoso, mas como ficam melhores é mesmo pela amazon \m/

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

de resto, é ler o blog :D

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#11 #10 #9 #8 #6 #5 #4

Bloglovin  follow us in feedly  Seguir nos Blogs do SAPO

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.