Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

lost in wonderland

lost in wonderland

Cores delicadas ou Resistentes muito sujos?

Março 09, 2010

regra geral, cá em casa todas as tarefas domesticas são partilhadas.

todas excepto uma, a qual me recuso terminantemente a abdicar: pôr a roupa a lavar!

exclusividade total eu tenho sobre a minha máquina!
o marido só tá autorizado a abri-la se for para tirar a roupa lavada de lá pra fora ou limpar o filtro.

ele diz que sou muito territorial em relação à maquina e não é mentira nenhuma, não senhora. tenho cá para mim que os homens não foram feitos para porem roupa a lavar e assumo a tarefa com muita honra e afinco!

mas nem sempre foi assim. é algo que se adquire com o tempo e experiência!

se antes punha a roupa a lavar de qualquer maneira, aos poucos comecei a aperceber-me da verdadeira ciência que existe em torno do (aparentemente) simples acto de pôr a roupa a lavar, e desde então tenho vindo a aprimorar a minha técnica, tipo mestre da culinária. com a prática, torna-se tão natural que passamos pelo complexo processo sem quase dar conta dele.

começado pelo tipo de roupa.
é necessário proceder à separação por tipos de tecido e cores para não darmos cabo da roupa nas lavagens frequentes, especialmente se temos amor às peças. é também necessário avaliar sujidade de modo a escolher o programa/quantidade de detergente mais adequados.

muitas vezes, para atingir quantidades de roupa aceitáveis para irem à máquina, é preciso deixar a roupa suja ir acumulando, o que se traduz em pilhas intermináveis ao fim-de-semana :P

a escolha do detergente também carece de muita atenção. hoje em dia há um detergente para cada nação, e uma pessoa não querendo arriscar a lengalenga deles não ser verdade, acaba por comprar as colecções todas. um para roupa normal, um para roupa preta, e outro para roupa colorida, outro para roupa sensível.... (decidi parar por aqui, pois apercebi-me que a questão dos detergentes só por si dava um post!)

depois, o tipo e a quantidade de detergente a utilizar está dependente de vários factores: quantidade, sujidade, tecido, cor, e nível de dureza da água.

ainda temos que decidir se é necessário pré-lavagem, amaciador, algum aditivo ou toalhita absorvente de tinta em suspensão na água.

 

no meio disto tudo, escolher o programa quase parece uma brincadeira para crianças, pois as maquinas têm programas automáticos que fazem as contas todas por nós... mas eu pessoalmente gosto de ter mão neste processo, e poder alterar alguns dos presets de acordo com as necessidades que sinto que a roupa tem. às vezes não precisa de lavar durante tanto tempo, ou com uma temperatura tão alta, ou deve ter mais centrifugação para enxugar mais rapidamente na secadora..

 

digam lá se não tenho razão, quando digo que lavar roupa não é tarefa para homens... é algo que requer muita perícia, sensibilidade e intuição.

perícia eles até podem ter...mas, que é da sensibilidade e intuição? todas nós sabemos que os homens nasceram desprovidos destas duas qualidades, por isso é uma tarefa que apenas pode ser perfeitamente executada por uma mulher e eu tenho muito amor às minhas malhinhas!

 

daí que a escolha de uma máquina de lavar roupa é um processo tão complicado para nós, mulheres. ela tem que ser especial, tem que estar à altura das nossas necessidades. precisamos de sentir total confiança nela, é uma ligação intima muito importante que se estabelece com o aparelho. por isso, nada de criticar as nossas exigências no que diz respeito às características das mesmas!

(espero que tenha dado para notar que o post é suposto ser cómico e inofensivo ^^)

Por mim, até podia ser todos os dias, mori!

Outubro 17, 2007

"não me importo de fazer o jantar e lavar a loiça se tu não te importares que eu não ponha a roupa a lavar"

o marido confessou-me que detesta por roupa a lavar. ainda há uns dias, tava eu a transferir a roupa da máquina de lavar para a de secar, e por acaso ocorreu-me que era raro o gajo fazer aquela tarefa, não que isso  me chateasse, mas achei curioso já que ele partilha todas as tarefas domesticas comigo. tá explicado he he

Hobbies

Janeiro 02, 2005

Agora que sou dona de casa outra vez, voltei aos meus antigos hábitos.
Um deles é um pequeno passatempo bastante útil: em vez e ter os sacos atafulhados uns dentro dos outros, ou ter um porta sacos, eu dobro-os em pequenos triângulos e guardo-os, muito bem arrumadinhos. Aprendi esta técnica há uns dois anos com uma das minhas antigas roommates.

Por achar que é uma forma muito inteligente de optimizar os sacos, resolvi partilhar este útil passatempo com os meus visitantes, para que possam também experimentar um pouco desta técnica infalível de dobrar sacos, e passarem horas de intenso regozijo domestico (LOL j/k ^^)

Por tanto, cá vai um útil step-by-step comentado, com a colaboração do marido, que tirou as fotos. O modelo utilizado foi um vulgar saco de asas, do Jumbo, mas qualquer saco de plástico pode ser dobrado.
Cada saco demora mais ou menos um minuto. Pode variar, consoante a prática, e o estado de amarfanhadez do mesmo.
Para ver as fotos maiores, basta clicar em cima das mesmas.

Cá está o nosso saco, todo amarfanhado. Primeiro, começamos por esticar e alisar o saco... ...até ficar como este, bem escarrapachadinho.
Depois vamos dobra-lo... ...como demonstra a imagem... ...de um modo sempre igual.
Cá está, o saquinho todo bem dobradinho. Agora vamos começar a dobra-lo em triânglos... ...bem certinhos, para a coisa funcionar.
E continuamos a dobrar......até chegarmos a meio das asas. Depois introduzimos as asas dentro da ultima dobra.
Enfiamos tudo bem lá para dentro, ajeitanto, conforme o necessário. E pronto, cá está o resultado final! Um belo triânglo de plástico. Como podem confirmar, é uma forma muito interessante de optimizar sacos.

Já conheciam a tecnica? Sim? Não? Ficaram com vontade de exprimentar? Força! he he he

'Le me

tem idade suficiente para ter juízo, embora nem sempre pareça. algarvia desertora, plantou-se algures na capital, e vive há uma eternidade com um gajo que conheceu pelo mIRC.

no início da vida adulta foi possuída pelo espírito da internet e entregou-lhe o corpo a alma de mão beijada. é geek até à raiz do último cabelo e orgulha-se disso.

offline gosta muito de passear por aí, tirar fotografias, ver séries e filmes, e (sempre que a preguiça não a impede) gosta praticar exercício físico.

mantém uma pequena bucket list de coisas que gostava de fazer nos entretantos.

'Le liwl

era uma vez um blog cor-de-rosa que nasceu na manhã de 16 de janeiro, no longínquo ano de 2003, numa altura em que os blogs eram apenas registos pessoais, sem pretensões de coisa alguma. e assim se tem mantido.

muitas são as fases pelas quais tem passado, ao sabor dos humores da sua autora. para os mais curiosos, aqui ficam screenshots das versões anteriores:
#12   #11   #10   #9   #8   #6   #5   #4

seguir nos blogs do SAPO

email: [email protected]

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

'Le Archive

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2005
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2004
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2003
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D